Salmo 31.1-5, 15-16 - 5º Domingo da Páscoa - 14.05.2017

Caderno de Cultos 2017

14/05/2017

ACOLHIDA:
Celebramos hoje o 5º Domingo da Páscoa. Acolhemos a todos/as com as palavras onde Jesus Cristo diz: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.” João 14.6

CANTO DE ENTRADA: 123 – HPD 1, O nosso encontro vai ser abençoado.
Ou: Nº ____________________________________________________

SAUDAÇÃO
L: Que a graça do trino Deus que é Pai, e que é filho e que é Espírito Santo esteja conosco.
C: Amém.

CANTOS DE INVOCAÇÃO
320 – HPD – 336 Espírito Santo de Deus

Ou: Nº ____________________________________________________

CONFISSÃO DE PECADOS:
Nosso Deus e Pai! Tu nos asseguraste que, em nosso batismo, morremos com Cristo para o pecado e ressuscitamos com ele para andar em novidade de vida. Mesmo assim, temos que confessar-te humildemente que não conseguimos viver a partir dessa realidade. Nós nos conformamos com esse mundo marcado pelo ódio, pela opressão, pela discriminação e não nos empenhamos em favor da paz, da justiça e do amor. Discriminamos pessoas, fazendo-as sofrer e privando-as da comunhão, porque elas são diferentes de nós. Não nos damos conta de que somos todos ramos de uma mesma videira e que assim estamos todos/as entrelaçados e unidos em ti. Só em ti podemos produzir frutos da fé. Sozinhos, sem ti, nada podemos fazer e ficamos como galhos secos que são incapazes de frutificar por não estarem ligados ao ramos que sustenta a produção dos bons frutos. Afinal, ramo sem videira e sem agricultor nada pode produzir. O fruto necessita dessa interdependência. Assim também é conosco e com os frutos da nossa fé. Senhor, perdoa o nosso afastar de ti, perdoa os nossos pecados. Fortalece-nos com o poder do teu Espírito Santo, limpa-nos pelo sangue do teu Filho amado e faze-nos renascer para uma vida nova entrelaçada contigo.
Assim, clamamos cantando: Tem senhor piedade...

ANÚNCIO DO PERDÃO:
A Palavra de Deus anunciada a nós como absolvição vem de 1ªTimoteo 2.4 que diz: Deus nosso salvador deseja que todas as pessoas sejam salvas e cheguem ao pleno conhecimento da verdade. Assim, anuncio a todos que verdadeiramente se arrependeram que os vossos pecados estão perdoados em nome de Deus (+) Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.

KYRIE:
Pelas dores deste mundo, ó Senhor, imploramos piedade. A um só tempo geme a criação. Teus ouvidos se inclinem ao clamor desta gente oprimida. Apressa-te com tua salvação. A tua paz, bendita e irmanada co’a justiça. Abrace o mundo inteiro. Tem compaixão! O teu poder sustente o testemunho do teu povo. Teu Reino venha a nós! Kyrie eleison!


GLÓRIA IN EXCELSIS:
Glorificado seja teu nome, glorificado seja teu nome! Aleluia, aleluia, aleluia! Glória a Jesus!

ORAÇÃO DO DIA:
Deus de misericórdia e amor, em teu nome celebramos. Por ti e para ti queremos viver. Obrigada que tu nos dá a chance de reconciliação contigo. Obrigada que tu nos guarda, protege, sustenta, ampara e acompanha a cada novo dia. Sabemos que tudo o que temos vem de ti, assim te rendemos nossa gratidão e adoração. Pedimos que neste momento nos oriente e fortaleça com tua Palavra Santa, para que firmados por ti, possamos manter os nossos olhos fixos em ti. Assim fica conosco, vem com tua Palavra e nos ensina e orienta. Por Jesus Cristo, que contigo e com o Espírito Santo vive e reina, eternamente. Amém!

LITURGIA DA PALAVRA

HINO: 351 – HPD – Aleluia!

LEITURAS BÍBLICAS

1ª Leitura Bíblica: 1º. João 14.1-14

Hino: 381 – HPD – Pela palavra de Deus

2ª Leitura Bíblica: 1 Pedro 2.2-10

3ª Leitura Bíblica: Salmo 31.1-5, 15-16

CÂNTICO INTERMEDIÁRIO
38o – HPD – A tua Palavra é semente (Só o refrão)

PREGAÇÃO:
Salmo 31.1-5, 15-16
Prezada comunidade!
Ouvir, ler, estudar e meditar dos Salmos é sempre muito gratificante e animador. Através destes belos poemas, aprendemos quanto Deus significava para seu povo. Especialmente quando estudamos a vida de Davi e então consultamos os Salmos para relacioná-los com suas experiências da vida, os Salmos se tornam uma rica fonte cheia de verdades construtivas e fortalecedoras sobre nosso Criador.
Lutero escreveu o seguinte sobre os Salmos: “Os salmos não nos apresentam a fala simples, comum dos santos, mas a melhor, aquela que usaram para falar com Deus com grande fervor sobre assuntos dos mais importantes. Este é o maior presente que os santos nos deram nos salmos: podermos saber o que sentiam e como falaram com Deus e com as outras pessoas.”

No Salmo que lemos fica claro que Davi se encontrava em grande sofrimento. Por causa de seu próprio pecado, e por ataques inimigos, ele sofreu aflições repetidamente. Por isso ele, clama e suplica, pedindo ajuda a Deus.
O que se destaca neste salmo é como Davi reagiu sob todas as tribulações que ele enfrentava, isso sim, se torna um bom estudo para nós. E o testemunho é que Davi estava predisposto a confiar inteiramente em Deus. Esta é uma razão pela qual ele chamou Deus sua rocha, sua cidadela, libertador. Muitos dos Salmos entram nesta categoria.
A reação de Davi foi procurar refúgio no Senhor. Quero nesse momento convidar a abrirmos nossas Bíblias para lermos em conjunto confissão de fé e confiança de Davi: Em ti, Senhor, me refugio; não seja eu jamais envergonhado; livra-me por tua justiça. Inclina-me os ouvidos, livra-me depressa; sê o meu castelo forte, cidadela fortíssima que me salve. Porque tu és a minha rocha e a minha fortaleza; por causa do teu nome, tu me conduzirás e me guiarás. Tirar-me-ás do laço que, às ocultas, me armaram, pois tu és a minha fortaleza. Nas tuas mãos entrego o meu espírito; tu me remiste, Senhor, Deus da verdade (31:1-5).
Aqui temos a fé de alguém, que tem certeza que só Deus pode acabar com seu sofrimento, que só Deus pode livrá-lo, da angustia, dos ataques e da vergonha que ele vinha sentindo.
Diante do exemplo do salmista nos questionamos: Quando nos encontramos no meio de uma provação desagradável, qual é nossa reação? Quais recursos usamos? Pensamos que temos dentro de nós toda a capacidade para enfrentar e sermos corajosos diante de qualquer problema? Ou nos aproximamos de Deus e fazemos dele nosso refúgio?
Assim como na história do povo de Deus relatadas nas Escrituras, angústias, vergonhas e medos vão surgir em nossas vidas, Diante destes momentos não podemos fazer nada melhor do que confiar em Deus e olhar para seu semblante de amor e misericórdia. Precisamos cultivar a mesma predisposição de confiança que observamos em Davi.
Lutero também escreveu sobre os salmos: “Tempestades ensinam a orar com fervor e a abrir o coração e pôr tudo para fora. Pois quem está mergulhado no medo e cercado de perigos fala dos problemas com palavras bem diferentes daquelas que seriam empregadas por alguém que está vibrando de alegria. E aquele que está vibrando de alegria, quando se refere a coisas alegres, fala e canta de forma bem diferente daquele que está mergulhado no medo. Quando vemos uma pessoa triste rir ou uma pessoa alegre chorar, dizemos que isso não vem do fundo do coração, que isto não revela o que se passa em seu íntimo.”
Diferente do Salmista nós podemos olhar para o Cristo crucificado, com a certeza que ele pagou com a própria vida a libertação dos nossos pecados, por isso ao nos reconhecermos pecadores podemos sentir a maravilhosa graça de Jesus, e ao invés de nos envergonharmos dos erros cometidos, podemos nos alegrar por sermos perdoados e termos a oportunidade de recomeçarmos arrependidos e certos de que temos um Deus justo que reconhece o pedido sincero de perdão.
O Salmo 31 é um dos muitos salmos de libertação, escritos para nos levar a uma união mais íntima com nosso Deus, para que possamos procurá-lo para nos ajudar e nos segurar. Amém.

HINO
452 – HPD – Senhor eu quero amar-te

CONFISSÃO DE FÉ
L: Em resposta a tudo o que ouvimos, confessamos todos juntos a nossa fé através das palavras do Credo Apostólico.

Creio em Deus Pai, ...

CANTO PÓS CONFISSÃO (proceder motivação e o recolhimento das ofertas)
Com as ofertas no culto, entregamos a Deus parte do fruto do nosso trabalho, em gratidão ao amparo e fortalecimento e por tudo mais que Dele recebemos.
249 – HPD – Graças Senhor eu rendo muitas graças.


ORAÇÃO DE INTERCESSÃO
Motivos de Oração:
1. Aniversariantes
2._______________________________________________________
3._______________________________________________________
4._______________________________________________________
5._______________________________________________________
6._______________________________________________________

(Após cada intercessão cantemos o hino “Ouve nossa oração”)

Senhor, Te pedimos pela nossa Igreja, para que seus membros estejam sempre firmes numa fé madura, fundamentada nas Sagradas Escrituras. Que teus obreiros possam ensinar com clareza e exercerem as atividades de forma justa e honesta para com o Teu povo. Bondade e misericórdia estejam presente em suas vidas. Pedimos também por esta comunidade aqui de Esteio e suas lideranças, pelos grupos que aqui se reúnem, para que possam permanecer firmes e unidos na esperança de teu reino que se inicia já entre nós, através do pastoreio de suas ovelhas. Cristo, ouve-nos.
Canto: Ouve nossa oração e atende a nossa súplica (2 X).
Senhor, intercedemos pelo mundo e por suas autoridades. Esteja com elas nos momentos de dificuldades, angústias e temores. Coloca Tua mão protetora sobre cada uma, para que, quando tomarem suas decisões, não seja em benefício próprio, mas, para o bem de todos/as. Que Tu possas conduzir cada um e guiar pelos caminhos da justiça. Que o bom pastor possa auxiliar a cada um em suas decisões. Cristo, ouve-nos.

Canto: Ouve nossa oração e atende a nossa súplica (2 X).

Senhor, Te pedimos, em especial pelas pessoas enlutadas, com dificuldades e privações, pelas pessoas que passam pelo vale da sombra da morte, para que, pela nossa presença diaconal, possam sentir sinais do teu amor também por elas. Nós orar pela família de ...............................................e queremos rogar em favor dos familiares e amigos em especial de seus filhos e netos. Conforta-os com o teu conforto eterno. Que tu possas fazer com que essas pessoas repousem em pastos verdejantes, e que as fontes das águas tranqüilas possam regenerar suas forças. Que tua bondosa mão ampare cada um/a e restaure suas forças e suas esperanças, dando ânimo para continuar a vida, mesmo diante das dificuldades e privações. Por Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador. Amém


Pai nosso
PAI NOSSO
Pai nosso ...

LITURGIA DE DESPEDIDA

AVISOS
Próximo Culto: ___/___/______ às ___:___ h.
Oferta último Culto: R$ _________ - destinada para ...
______________ _________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________
________________________________________________________

BÊNÇÃO
L: A benção do Deus de Sara, Abraão e Hagar;
A benção do Filho nascido de Maria;
A benção do Espírito Santo de amor,
Que cuida com carinho, qual mãe cuida da gente, esteja sobre todos nós.
C: Amém.

ENVIO
L: Vão em paz e sirvam ao Senhor.
C: Demos graças a Deus.

CANTO FINAL
118 – HPD – Deus vos guarde pelo seu poder


 


Autor(a): Pa. Bruna Schneider Belard
Âmbito: IECLB / Sinodo: Mato Grosso
Área: Celebração / Nível: Celebração - Ano Eclesiástico / Subnível: Celebração - Ano Eclesiástico - Ciclo da Páscoa
Natureza do Domingo: Páscoa
Perfil do Domingo: 5º Domingo da Páscoa
Testamento: Antigo / Livro: Salmos / Capitulo: 31 / Versículo Inicial: 1 / Versículo Final: 16
Título da publicação: Caderno de Cultos - Sínodo Mato Grosso / Ano: 2017
Natureza do Texto: Pregação/meditação
Perfil do Texto: Prédica
ID: 40747
REDE DE RECURSOS
+
É totalmente insuportável que em uma Igreja cristã um queira ser superior aos outros.
Martim Lutero
© Copyright 2017 - Todos os Direitos Reservados - IECLB - Igreja Evangélica de Confissão Luterana no Brasil - Portal Luteranos - www.luteranos.com.br